Apresentação

 


Estamos no segundo número da revista Discursividade apenas em caráter institucional ou burocrático, no entanto, gostaria de ressaltar não se trata apenas de editar o segundo número da Discursividade, o que não teria nada de novo a contar ou a acrescentar considerando que as revistas deste gênero não são de edições limitadas. Se me permitem uma digressão, eu retorno ao ano de 2001, mês de agosto, período da tarde, em frente à sala da congregação do IEL – UNICAMP.

Não estava sozinho, havia alguns colegas também concorrendo a uma vaga ao doutorado no programa de pós-graduação, pois a revista Discursividade possui uma estreita história com aquele dia, uma vez que, todos os candidatos foram, com exceção de um, aprovados no programa e dali surgiu mais do que uma simples amizade, nasce uma cumplicidade teórica, de debate, sintonia de idéias que no ano seguinte, 2002, possibilitaria o surgimento da revista on line Discursividade (www.discursividade.pro.br) que se propunha a ampliar o debate e a discussões muitas vezes iniciadas em sala de aula. A revista teve uma vida breve, apenas três anos de existência. Na época não contava com nenhum apoio institucional. Tenho a convicção que cumpriu o seu papel.

O fim da Discursividade não representou o seu fim necessariamente, uma vez que os seus idealizadores dispersos em várias instituições de ensino superior não perderam o diálogo e o contato, melhor dizendo, não deixaram de ser amigos também. Na verdade, parecia que a revista estava esperando um momento de institucionalizar-se, deixar de ser de um grupo para ser de uma instituição, isto sem perder os seus objetivos. É o que se tornou a revista hoje: um espaço ampliado de discussões e de debates nos Estudos Lingüísticos – confessadamente voltada mais para as questões discursivas do que estruturais da língua naquele momento, mas não nos esquecemos da participação do Prof. Dr. Derci Pedro de Oliveira (UFMS-Três Lagoas) com um artigo sobre a teoria gerativa.
Não é sem propósito que estamos gradativamente republicando os artigos, resenhas e textos da www.discursividade.pro.br. Salvo engano, a Discursividade foi a primeira revista on line em Estudos Lingüísticos naquela época, proposição que qualquer pesquisa ou consulta pode esclarecer.

Com o meu ingresso e institucionalização na UEMS em 2006, a revista foi reconfigurada e oferecida a UEMS como projeto de extensão. Foi a primeira revista do curso de Letras on line e a primeira especificamente em Estudos Lingüísticos como foi também a primeira revista on line da UEMS. A pergunta inevitável: a quem pertence a revista então? Com a certeza a UEMS. O grupo de amigos passa a ser colaborador da Discursividade e da própria instituição como professores colaboradores em projetos de pesquisa.

Um outro ponto fundamental desta apresentação e da história da revista diz respeito a “Página de Debate em Análise do Discurso” ou Padadi (www.uems.br/padadi/), projeto de extensão, que é também uma versão da Discursividade com outro formato. No entanto, a Padadi já cumpriu o seu objetivo, abriu uma discussão pontual a partir da Análise do Discurso. A Padadi pôde contar com a participação de alguns pesquisadores importantes da área. Mas, com o objetivo de concentrar esforços e não dispersar, a Padadi como projeto de extensão será encerrada e incorporada a Web-Revista Discursividade Estudos Lingüísticos, razão pela qual vamos republicar todos os textos da Padadi nesta segunda edição, o que não quer significar que o debate encerrou, significa que ele se constituiu em um outro formato. Assim vamos dando continuidade de uma forma ou de outra ao debate surgido nos corredores da UNICAMP em 2001.
Ressalto que toda esta digressão procura recuperar um pouco da história da Web-Revista Discursividade Estudos Lingüísticos e ainda justificar homenageando os autores cuja participação compõe o conjunto de artigos em Análise do Discurso de linha francesa ou de disciplinas próximas.

Assim, dito e não dito, de uma forma ou de outra, entregamos a presente edição, que é uma republicação dos artigos confiados a Página de Debate em Análise do Discurso.
Bom debate! Saudações acadêmicas!

 

Nova Andradina-MS, 01 dezembro de 2008.

Prof. Marlon Leal Rodrigues

Unidade Universitária de Nova Andradina